Você trabalha no lugar certo?

27-09-2012 |
Sem Comentários |
Categorias:

Se você questiona seu emprego constantemente e está insatisfeito com o seu dia-a-dia, se pergunte: estou no lugar certo?

Há uma série de indicadores que apontam se está mesmo no emprego certo ou se simplesmente é uma época ruim passageira, que faz com que fique com essa dúvida. Para avaliar o panorama da sua vida profissional, avalie 3 pontos-chave:

1. Satisfação pessoal

Você gosta do seu trabalho? Ele é o exercício da sua profissão ou é um serviço chato? Está desmotivado? Responder essas perguntas lhe ajudará a detectar o grau de satisfação com seu emprego.

O trabalho que desempenha em seu cargo e o lugar onde trabalha devem ser fatores para lhe motivar a seguir trabalhando, crescendo e melhorando continuamente. Se, constantemente, você levanta sem ânimo de ir trabalhar e cumprir a sua jornada laboral, você deve refletir a respeito!

2. Rendimento profissional

Tem mais tarefas do que pode realizar? Seus projetos não se cumprem por falta de tempo e recurso? Você se sente esgotado no final do dia? Normalmente, em determinados ofícios e profissões, as tarefas e responsabilidades tendem a aumentar em determinados períodos do ano, por objetivos a cumprir, por exemplo.

Por isso, se sentir cansado e estressado em situações específicas pode ser um estado passageiro. Mas, se o seu rendimento continua em declive e o cenário continua negativo, fique alerta, pois isso pode ser prejudicial mental e fisicamente. Cuide de saúde de forma completa, isso é fundamental para um bom trabalho!

3. Metas de médio e longo prazo

Você tem novas metas? A sua atividade permite que você cresça profissionalmente? Você está atualizado com as tecnologias do seu setor?

Estas respostas evidenciarão o seu papel profissional em médio e longo prazo. Se para as perguntas acima suas respostas tentem a ser negativas, se você apresenta um estado de estancamento e se seu posto de trabalho cria barreiras contínuas, você deve repensar suas metas e começar a tirar proveito da sua atividade, permitindo-se ser competente para a sua área de atuação. Pense que você tem a capacidade de ser melhor, criar metas profissionais e as alcançar!

Depois de analisar estes pontos, chegou a hora de voltar à pergunta inicial: estou no lugar certo ou não?

Se você se deu conta de que o trabalho que realiza não é o correto, aposte na mudança; as pessoas necessitam sair das monótonas rotinas para serem mais produtivas.

Mas, em contrapartida, se a rotina se assemelha a uma situação ruim, mas passageira, observe como é o seu desempenho no trabalho, retifique os aspectos que podem ser melhorados, aposte na satisfação pessoal e recorde que sempre pode escolher o que é melhor para si, vencer seus medos e conseguir êxito.

Se você gostou deste post, assine nossas atualizações (é grátis)

Leave a Reply